Casa da Criança e do Adolescente Talitha Kum

Casa da Criança e do Adolescente Talitha Kum

Rua: 02 nº 846, Qd A 21 Lt.07, Bairro Jardim Goiás no município de Goiânia, Goiás


Telefone: (62) 3218-2070

Acolhimento Institucional

O programa oferece acolhimento institucional para crianças e adolescentes do sexo feminino, de 10 a 18 anos, e excepcionalmente seus filhos, em Proteção Social Especial de Alta Complexidade – afastados do convívio familiar por meio de medida protetiva de abrigo, em função de abandono ou cujas famílias ou responsáveis encontrem-se temporariamente impossibilitados de cumprir sua função de cuidado e proteção, até que seja viabilizado o retorno ao convívio com a família de origem ou, na sua impossibilidade, encaminhamento para família substituta ou no caso de jovens, que é a maioria, que completem a maioridade, as mesmas venham assumir a sua própria trajetória de vida.

As crianças e adolescentes acolhidas apresentam na maioria dos casos, perfil de: situação de rua, drogadição, prostituição, abuso sexual, tráfico, pequenos delitos, bem como, a exposição à situação de risco pessoal e social. Somados a situação de abandono, negligência e maus tratos da família de origem.

A linha norteadora do trabalho de acolhimento institucional tem como iluminação a Memoria Passionis, presente no serviço educativo, como exemplo de nossa fundadora Maria Madalena Frescobaldi que atenta aos apelos emergentes da sociedade de seu tempo, acolhe na marginalização a mulher dominada pela prostituição, sendo este um convite do Espírito para sua atuação e reparação. Desta forma, seu objetivo era reconduzir as pessoas ao coração de Cristo, mas não só, também ao próprio coração, ao coração da sociedade, ao coração do universo.

Com esta perspectiva e inspiração à Luz do Carisma das Irmãs Passionistas de São Paulo da Cruz e da Ação de Jesus Cristo, fazemos nos dias de hoje, o acolhimento de meninas marginalizadas, a partir da fundação em 1998, com a Casa da Criança e do Adolescente Talitha Kum, uma resposta para darmos continuidade a sua missão. O nome Talitha Kum, vem como inspiração do evangelho de Mc 5, 39-43 Menina levanta-te.

O atendimento prestado é personalizado, em pequenos grupos e favorece o convívio familiar e comunitário, bem como a utilização dos serviços disponíveis na comunidade local.

No Programa as acolhidas participam das atividades rotineiras de uma residência, bem como, lhes são proporcionadas atividades de formação humana, espiritual, social, psicológica, educação, lazer, cultura, esportes e oficinas livres, de: grafite, cidadania, artesanato e recreação.

Nossos objetivos:

I. Oferecer as crianças e adolescentes possibilidades de obter um lar com cuidadores, educadores e irmãs religiosas, auxiliando-as com afeto, amor, dignidade, respeito, nas áreas física, emocional, psicológica, educacional, social e espiritual, preparando-as para a construção renovada com a família de origem ou na maioria dos casos em auxiliá-las na construção do seu projeto de vida individual – de maneira independente e autônoma.

II. Atender as crianças e adolescentes nas etapas de educação básica, visando seu desenvolvimento psicossocial.

III. Preparar e cuidar das acolhidas, proporcionando-lhes bons hábitos de higiene e alimentação saudáveis.

IV. Prover as crianças e adolescentes,  através de uma educação homogenea com igualdade, liberdade, respeito e companheirismo.

V. Sensibilizar a comunidade sobre o trabalho social sério e responsável da unidade social.

VI. Ter uma proposta pedagógica que respeite as atendidas em sua individualidade, sem ferir a sua autonomia e os seus direitos.

VII. Ter um ambiente adequado e propício para o desenvolvimento sadio dos atendidos, sensíveis as suas necessidades físicas, psíquicas e emocionais.

VIII. Fortalecer e restabelecer a preservação dos vínculos familiares, da forma do acolhimento, visando à reintegração familiar da acolhida, nos casos avaliados que não apresentem risco pessoal e social para as acolhidas.

Público Alvo:

Crianças e adolescentes do sexo feminino, em situação de risco, como: maus tratos, abandono e qualquer outro tipo de abuso sofrido por familiares ou responsáveis, conforme prerrogativas do CAPÍTULO II “Das Entidades de Atendimento”, Seção I, artigo 100, e respectivos incisos, e artigo 101 inciso VII, todos do Estatuto da Criança e do Adolescente. E excepcionalmente seus filhos.


Ininterrupto – 24 horas por dia em Programa de Acolhimento Institucional

A casa de acolhimento institucional A Casa da Criança e do Adolescente Talitha Kum foi fundada em 19/12/1998 com a finalidade de acolher crianças e adolescentes do sexo feminino, que são encaminhadas pelo Conselho Tutelar e Juizado da Vara da Infância e Juventude do município de Goiânia e proximidades. É uma entidade civil de direito privado, sem fins lucrativos, de caráter beneficente, assistencial e filantrópico, localizada no município de Goiânia, Goiás.

A mantenedora é A Casa da Criança e do Adolescente, localizada a rua 70, nº 10 na cidade de Alexânia, estado de Goiás. Idealizado e gerenciado pelas Irmãs Passionistas, da Província Rainha da Paz – Brasília/DF.

Essa entidade teve origem em um projeto intercongregacional da Conferência dos Religiosos do Brasil- CRB, regional de Goiás e posteriormente foi assumida pela Comunidade Passionista Maria Madalena Frescobaldi que anima e administra a obra atualmente.

A linha norteadora do trabalho de acolhimento institucional se funda nos sólidos princípios e diretrizes do Marco Referencial Passionista para as várias frentes apostólicas da Congregação.

A Casa da Criança e do Adolescente Talitha Kum está aberta e tem recebido a solidariedade e a parceria de várias pessoas, entidades e grupos. A casa onde funciona é um espaço cedido em comodato pelos Missionários Redentoristas que também apóiam a obra.