Etapas da Formação Passionista

Mestre, onde moras? – Venha e veja (Jo 1,38)

Aspirantado

O Aspirantado é a primeira experiência na Comunidade Religiosa. Depois de um período de acompanhamento pessoal, oração, encontros, partilha a jovem que se sente chamada, que deseja continuar o processo de descoberta da vocação é acolhida em uma comunidade para continuar o processo de discernimento, de autoconhecimento e conhecimento da Congregação, através da vivencia do dia a dia e de um programa de formação. O tempo dessa etapa depende da caminhada da jovem.

 

Pré – Noviciado

O Senhor me chamou. Aqui estou! 1Sm 3,8)

Essa etapa é caracterizada por uma intensa formação humano-cristã. A jovem é acompanhada na busca de um equilíbrio afetivo-psico-espiritual para fazer com liberdade a sua opção de vida. Aprofunda o conhecimento, a relação pessoal com Cristo, participando gradativamente da vida e missão da comunidade e internalizando valores passionistas. Este período dura ordinariamente um ano.

 

Noviciado

Eis, como a argila está nas mãos do oleiro, assim estão vocês em minhas mãos (Jr 18,6)

Etapa de iniciação a vida passionista, onde a jovem aprofundaas exigências do seguimento de Cristo segundo o estilo evangélico da vocação passionista. Através da  experiência pessoal e comunitária de Deus, da vida fraterna, da leitura orante da Palavra, do estudo das Constituições e dos conselhos evangélicos, a jovem empenha-se buscar uma inicial configuração a Cristo, como Maria, mulher forte e fiel até a Cruz. Após este período de formação, que tem a duração de dois anos, se a noviça está decidida a consagrar-se a Deus, expressa à Congregação o desejo de Profissão dos votos temporários.

 

Juniorado

Ninguém tira a minha vida, eu a dou livremente (Jo 1, 11)

O juniorado é o período que vai da primeira profissão, com a renovação anual dos conselhos evangélicos, no mínimo de cinco anos, até a opção definitiva. Nesse período a Irmã fortalece a identidade carismática e aprofunda de modo sistemático e integral, a sua formação humana, espiritual, teológica e profissional para melhor servir. Intensifica a experiência pessoal e comunitária de Deus e coloca o dom de sua vida a serviço do Reino, na perspectiva passiológica de paixão por Cristo e pela vida, com um olhar de predileção pela mulher que sofre..